segunda-feira, 3 de novembro de 2008

não sei dizer o que mudou

.... Mas nada está igual.

Eu, Ana, não gosto ou não sei me definir.
Sou vida!
Penso em viver profundamente e sugar toda a essência da vida.
Posso dizer que sou um “bucado” de muita coisa.
Sou vida brotando a cada dia seguindo sempre a melodia!
Gosto de coisas simples e gestos honestos.
Tenho medo de sofrer, mesmo sabendo que é nada mais que aprendizado.
Não corro para a chuva não me pegar...
Eu paro e deixo me purificar!
Gosto de caminhar, conversar!
Viajar... conhecer... é preciso!
Amo os sorrisos, as minhas raízes, estar com amigos.
Em meu coração... ainda mora alguém.
Música é alimento para alma.
Os versos têm que falar de paz, amor, amizade e felicidade.
Ou não falar nada, mais que tenha acordes que falam tudo!
Eu, Ana, sigo pensando...
“Carpe Diem , Inutilia Truncat et Fugere Urben!”



Fotos do meu aniversário, dia 24 de Outubro.
=)


























































3 comentários:

Deysi disse...

Ana, hoje que fui ver teu email sobre a formatura e o endereço do teu blog. Que bom!! Vou poder te acompanhar por aqui. Um beijo,guria!!!!

Fabíola de Lima disse...

Percebi que é uma moça muito feliz...
Continue assim...bjO

cavallero disse...

Achei sem querer este blog e ao le-lo, algo me fez bem... se esta guria tem uma alma tao plena como escreve deve ser muito feliz.. e espero que assim continue. Só tenho a agradecer a essas estranha, pelas poucas palavras, que sem destino, encontram muita gente...como eu...